AMC Associação para Mulher e Criança

AMC - Associação para Mulher e Criança,
Organização Não Governamental de carácter social, humanitária e de desenvolvimento, sem fins lucrativos, apartidária e apolítica, fundada em Luanda - Angola a 17 de Novembro de 2016 por jovens académicos (as), professores (as), estudantes (as), médicos (as), gestores (as), mulheres e crianças em condições de vulnerabilidade, pastores (as) e líderes eclesiásticos (as).

A AMC, tem por finalidade apoiar e desenvolver acções para a defesa, elevação e manutenção da qualidade de vida do ser humano com especificidade na mulher e criança, bem como do meio ambiente,
Sede Nacional: Cidade de Luanda, município do Cacuaco, bairro Pedreira, distrito urbano dos Mulenvos de Baixo,
Legalidade: é registada no Quarto Cartório Notarial de Luanda sob o livro 518-A, publicada no Diário da República III Série, nº 130, pág. 10553 – 556 a 05 de Agosto de 2019.

AMC é representada em 6 Províncias de ANGOLA
(Lunda Norte, Lunda Sul, Zaire, Kwanza Norte, Cunene, Uíge)
VISÃO
Angola é rico em recursos naturais, a transparência, boa governação, respeito pelos direitos das mulheres e crianças, são valores básicos na definição das políticas pública para o desenvolvimento económico, social e cultural sustentável; as mulheres e crianças são tratadas com dignidade e as suas necessidades básicas do dia-a-dia são satisfeitas.

Missão
Trabalhar no engajamento de actores locais para em juntos promover e proteger os Direitos da munlher e crianças onde, transparência, boa governação, exploração racional de recursos naturais, uso e distribuição equitativa de rendimento para as populações Angolanas tornem pilares para a definiçãos das políticas públicas

VALORES
  • Transparência
  • Participação, motivação e dedicação
  • Diálogo
  • Imparcialidade
  • Respeito às culturas
  • Não Rendição
  • Observância a lei
  • Rigor e Prestação de Contas.
Linha 1: Protecção e defesa dos direitos da Mulher e Crinças
Linha 2: Combate a Pobreza extrema
Linha 3: Reforço da capacidade institucional da AMC e dos Actores sociais e organisações femininas, organismos do governo para a entrega com satisfação os serviços sociais básicos às populações necessitadas.
Linha 4: Monitoria das políticas públicas ligadas aos direitos económicos sociais e culturais das mulheres e crianças desfavorecidas.
Linha 5: Lobby e Advocacia em prol do direito à liberdade de expressão e de opinião das mulheres.
Linha 6: Criação de espaços de protecção e educação das crianças, prepará-las e chamando-as para uma vida mais tranquila e de paz.